PARE DE TER ESPERANÇA, COMECE A ESPERANÇAR

Enquanto   reflete acerca de como o tempo  está passando muito rápido, talvez você tenta driblar sua consciência para o fato de coisas que  esperava em 2019, mas que não aconteceram. Você disse no começo do ano que iria mudar seu  estilo de vida, perder peso,  abandonar aquele vício, passar mais tempo com a família ou executar outras atitudes do gênero.

É provável que poucos ou nenhum desses projetos se realizaram porque você só  esperava, tinha esperança que tudo ocorreria ou que você o faria. Mas, agora,  tem que se esforçar para não se entristecer demasiadamente com as frustrações. Vença isso! Desafio-lhe a parar de ter esperança e começar a esperançar. Em vez de ficar focado no chamado pensamento positivo, repetir alguns mantras de autoajuda ou versículos isolados da Bíblia para ter fé, comece a esperançar, ou seja, ocasione a esperança.

O verbo “esperançar” está sendo ressuscitado do português arcaico por pensadores, que destoando da imensa maioria dos filósofos negativistas, estão refletindo que eu, você e o mundo seremos melhores amanhã. A primeira coisa a fazer é entender que não dá para ter esperança como se ela fosse algo facilmente disponível e alienável, que você pode colocá-la num baú e usar quando estiver para baixo.

SEJA O MOTIVO

Na verdade, você não a possui, você deve ser motivo dela, deve provocá-la, fazer germinar a esperança semeada em seu coração por Deus, de modo que brote, cresça e produza frutos de ações efetivas para melhorar você e o que está ao seu redor. Fazendo isso, irá ter a convicção que aquele velho ditado popular está totalmente errado, pois a esperança verdadeira nunca morre.

Gosto muito das metáforas, especialmente se elas forem construídas num tom poético. Nesse sentido, vale citar a poesia de Clarice Lispector, intitulada “Sonho” me faz dar ocasião à esperança: “Sonhe com o que você quiser. Vá para onde você queira ir. Seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela só temos uma chance de fazer aquilo que queremos. Tenha felicidade bastante para fazê-la doce. Dificuldades para fazê-la forte. Tristeza para fazê-la humana. E esperança suficiente para fazê-la feliz. As pessoas mais felizes não têm as melhores coisas. Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos”.

Robson Brito-
Pastor, Conferencista, Palestrante, Articulista e Escritor
prrobsonbrito@uol.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest