NÃO SE JOGUE FORA!

Os primeiros palitos de fósforo, criados pelo inglês John Walker, em 1826, mediam 8 cm, cheiravam mal e também costumavam incendiar-se na embalagem. O problema só foi solucionado seis anos depois. Não desistiram do invento. Não se prenderam na imperfeição dos primeiros palitos. Foram os aprimorando por mais de cinco anos. A lição para você: Não se jogue fora. Não jogue fora projetos.

Às vezes, os poetas conseguem dizer coisas que os filósofos não conseguem, eles sabem dizer muito, com pouquíssimas palavras. Fernando Pessoa escreveu: “Adoramos a perfeição, porque não a podemos ter; repugná-la-íamos se a tivéssemos; o perfeito é o desumano porque o humano é imperfeito”.

Talvez, por isso, Jesus de Nazaré preferiu estar mais na Galileia que na Judeia em seu ministério terreno. Lá a imperfeição imperava: muitos pobres, muitos analfabetos, muitos mestiços, muitos leprosos, muitos cegos, muitos prostitutos e meretrizes, muitos endemoninhados e muitos descrentes.

O REINO DE DEUS
Todavia, quando o filho do carpinteiro apareceu com a mensagem do arrependimento e do Reino de Deus, fazendo milagres, motivando-os a viverem de modo digno e ensinando-os a orarem ao PAI Celeste: “Vem a nós o Teu Reino”, começaram a caminhar na perfeição.

No Salmo 37, versículos 23 e 24, Deus declara: “Os passos de uma pessoa boa são confirmados pelo Senhor, Ele deleita-se no seu caminho. Ainda que caia, não ficará prostrado, pois o Senhor o sustém com a sua mão.”. No mesmo sentido, lemos em Provérbios 24.16: “Porque sete vezes cairá o justo e se levantará; mas os ímpios tropeçarão no mal”.

Aceite que é “melhor o feito do que o perfeito”. Pare de ter medo de errar, pare de imaginar que vai decepcionar quem está acima de si na hierarquia: o patrão, o pai, seu líder, a sociedade, Deus, etc. Pare de se autossabotar. Chegou a hora de você enterrar o perfeccionismo e crenças limitantes, que são resultados de interpretações negativas das experiências más que viveu.

Tenha fé em Deus e seja esperançoso. Procure enxergar a realidade sem distorções e generalizações. Cultive um caráter nobre e lute pela excelência naquilo que você faz, porém, não se algeme ao perfeccionismo. Busque a perfeição sem ser perfeccionista. Entenda que um marinheiro que, nunca errou, jamais conseguirá enfrentar mares mais difíceis.

Robson Brito

Pin It on Pinterest